Aceso ou apagado? “Não Há Desculpas!”

nao-ha-desculpasA reunião do resgate “Não Há Desculpas!” foi já realizada em diversos Centros de Ajuda de Portugal: em Portimão e em Faro, ocorreu no dia 5 de junho, pelas 9h30; em Paredes, aconteceu pelas 16 horas e foi dirigida pelo Bispo António Lobato; no Entroncamento, aconteceu no dia 19 de junho e foi orientada pelo Pastor Manuel Fernandes.

Muitas foram as pessoas convidadas por obreiros(as), evangelistas, integrantes do grupo Força Jovem e membros do Centro de Ajuda.

Aceso ou apagado?

Na ocasião, o Pastor Rogério Silva falou sobre a brasa viva e acesa e a pedra de carvão: “se neste momento, eu lhe pedisse autorização para colocar nas suas mãos uma brasa viva e acesa, você aceitaria?”. Os presentes responderam, de forma unânime, que “não”. Novamente, o orador perguntou: “porque não?”. Os mesmos responderam: “porque queimaria as nossas mãos”.

Então, o pastor reformulou a pergunta: “se eu apanhar uma simples pedra de carvão e a colocar nas suas mãos, você aceita?” Todos responderam que sim. “Porquê?”, questionou o orador. Ao que lhe responderam: “porque não queima”.
“Assim somos nós, enquanto estamos na presença de Deus, na Sua Casa! Somos como uma brasa viva e acesa, enquanto estamos a praticar a leitura da Palavra de Deus, enquanto estamos em oração, em santificação, em consagração e enquanto estamos a participar nas reuniões”, explicou o orador.

“Mas quando uma pessoa se afasta disso tudo, ou seja, quando se afasta da presença de Deus, da Sua Casa e da Sua Obra, torna-se igual a uma pedra de carvão apagada, seca”, continuou.

De pedra a brasa

Existem pedras nos sacos de carvão que não servem, as quais são deitadas fora, chutadas e pisadas. Assim também acontece com aqueles que se afastam de Deus, os quais passam a ser pisados e chutados pelos problemas, pelas situações adversas e pelas injustiças, não tendo forças para se levantarem.

Foi a pensar nestas pessoas que o pastor chamou à frente do Altar todos aqueles que querem voltar a ser uma brasa viva e acesa, a fim de receberem uma oração.

Brasa viva e acesa

“Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar…”

(Isaías 6.6)

Com base neste versículo, o orador enfatizou que no altar existem brasas vivas e acesas e todo aquele que vive, permanece e entrega a sua vida no altar, vai estar tão vivo e aceso quanto essas brasas estão.

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.


O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *