Pode salvar vidas!

avcPerca apenas uns minutinhos, mas leia. Vale a pena, afinal, infelizmente, todos nós estamos sujeitos a isso

Durante o churrasco, Inês caiu. Queriam chamar uma ambulância, mas ela insistiu que estava bem e que só tropeçara por causa dos sapatos novos. Ela estava um pouco pálida e tremia. Inês passou o resto da noite bem disposta e alegre. Mais tarde, o marido dela telefonou a informar que a mulher fora internada no hospital. Às 23 horas falecera. Ela tinha tido um AVC durante o churrasco. Se os outros soubessem reconhecer os sintomas do AVC, ela poderia ainda estar viva. Algumas pessoas não morrem logo, mas ficam durante muito tempo sujeitas a apoios e numa situação de desespero.

Só demora 1 minuto a ler:
Um neurologista disse que se ele conseguir chegar ao pé de um indivíduo que sofreu um AVC, ele pode eliminar as sequelas do mesmo. Ele disse que o truque é diagnosticar e tratar a pessoa durante as primeiras 3 horas.

Como reconhecer um AVC?

Há 4 passos que devem ser seguidos para reconhecer um AVC:

  • Peça à pessoa para rir (ela não vai conseguir);
  • Peça à pessoa para dizer uma frase simples (por exemplo: “hoje está um dia bonito”);
  • Peça à pessoa para levantar os dois braços (não vai conseguir bem);
  • Peça à pessoa para mostrar a língua (se a língua estiver torta ou virar de um lado para o outro, é um sintoma).

Se a pessoa tem alguns destes sintomas, chame imediatamente o médico e descreva os sintomas ao telefone.

Um cardiologista disse que se for possível divulgar estas dicas a um número elevado de pessoas, podemos ter a certeza, que alguma vida – eventualmente a nossa própria – possa ser salva.

Enviamos todos os dias tantas coisas inúteis, por isso, também podemos encher as linhas com coisas importantes, não acham? Se também consideram importante, compartilhem!

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *